Colégio "Glaucia Costa" - 26 anos batendo forte no coração da cidade
 
 
 
  


Já é hora do meu filho ir para a escola?


Os três primeiros anos de vida são os mais importantes para o desenvolvimento do ser humano, pois todas as vivências experimentadas nesse período terão influências e ficarão registradas em algum lugar da memória. Familiares e professores são protagonistas nas ações que estimulam e contribuem para o processo de desenvolvimento e estruturação de que uma criança necessita para crescer.


É fundamental que a criança passe por todas as fases de seu desenvolvimento, pois isso só lhe trará benefícios. A condição de não passar por todas elas ou mesmo o adiantamento de alguma fase, poderá acarretar prejuízos psíquicos, motores e sociais.


São três os pilares que fundamentam a inteligência: memória, linguagem e pensamento. A memória reage quando o fato que vimos ou apenas ouvimos falar foi significativo. Todas as expressões do corpo seja o choro, o riso, sejam os movimentos corporais, entre outros, são considerados formas de linguagem, e a aquisição da linguagem verbal está intrinsecamente ligada às oportunidades socioculturais. O pensamento deve ser construído paulatinamente utilizando-se diversos recursos e recriando-se oportunidades de modificar o ser humano com sua realidade e sua história dando lugar à existência de cada um.


Estudos apontam que, nos primeiros anos de vida, a televisão pode atrapalhar os processos de aprendizagem da linguagem verbal, ou seja, quanto mais tempo a criança fica em frente à TV, menos aprende a falar ou até mesmo a se comunicar. Isso acontece porque os adultos a colocam para assistir a programas infantis e se esquecem da integração, elemento fundamental para o desenvolvimento cognitivo da criança.


A escola estimula e promove situações de desenvolvimento motor, social e afetivo com organização dos espaços e ambientes necessários para que a criança desenvolva seu potencial. É também na escola que o cotidiano da criança será organizado respeitando-se o tempo infantil com aplicação de atividades que exploram sequências didáticas e o desenvolvimento de projetos que ampliam as suas vivências.


É importante ressaltar que a pré-escola passou a integrar a Educação Básica no Brasil a partir de 2016, ou seja, o ensino infantil para crianças com idades de 4 e 5 anos agora é obrigatório. Antes dessa faixa etária não existe uma regra estabelecida que se permita ou proíba o acesso de crianças de 1 a 3 anos à escola. Portanto, a decisão é pessoal de cada família, que deve analisar sua rotina e seu tempo disponível para organizar espaço e ambiente adequados para a estimulação da criança.


A estimulação deve ser planejada considerando-se aspectos sensoriais e motores. Assim, é necessário que haja uma variedade de materiais para auxiliar a criança a desenvolver habilidades e alcançar novos conhecimentos.


Desse modo, caso a família sinta a necessidade de matricular seu bebê na escola, faça opção por aquela que possa fornecer o que ele realmente precisa conforme a idade dele. Os tempos mudaram e precisamos nos adaptar. Por isso, prepare-se emocionalmente para esse momento.


Angelina Costa
Diretora do Colégio Gláucia Costa